Arquivo mensal: abril 2014

Mulher e sangue

Padrão

601390_443983632309839_1620324741_n

O que eu mais vejo, seja pelas pessoas, nas leituras, na internet, nos filmes … são tentativas constrangedoras tentando definir o que é “ser mulher”. E dá-lhe gente choramingando afirmando o quanto as mulheres são complicadas, não sabem o que querem, que são muitas em uma, que são mães inatas, que devem fazer isso ou aquilo, ser assim ou assado …

Sério. Alguma vez, você mulher, já foi questionada sinceramente sobre quem você é?

Então vou contar um segredo: NÓS SOMOS SERES HUMANOS CARAMBA!!! Erramos, acertamos, temos desejos, gostos, desgostos, vocações, habilidades, paixões, raciocínios tanto quanto qualquer outro … ser humano. Nossa biologia tem algumas diferenças, mas é só um fato necessário na … biologia. No campo da alma, no campo da mente … somos simplesmente, humanas. E o mais interessante dos seres humanos é que somos variáveis. Cada um tem uma personalidade própria. Sendo assim, onde cabe o rótulo dentro de uma variável de bilhões de seres humanos no planeta Terra?

Nessas últimas semanas participei de um curso sobre a aplicação da História da Arte dentro da Arteterapia. Em um dos dias, uma das professoras falou algo interessante: dentro de um mundo em que a cada dia nos distanciamos mais e mais do primitivo, do animalesco, e criamos uma identidade humana longe o bastante do instinto, a mulher ainda mantém um vínculo com esse lado instintivo através da menstruação.

Nós somos amadas e temidas. Em civilizações muito antigas, tínhamos muitas deusas. E dentre elas, a Grande Mãe: aquela nos dá a vida, aquela que nos sustenta e aquela que nos recebe de volta quando chega o nosso fim. Mas o feminino (não o gênero, o arquétipo, o símbolo, o princípio) é emocional, é animal, é puro instinto. E isso assusta. Porque como o ser humano vai alcançar o ápice da Razão e da disciplina sendo igual o animal?

Muitas foram queimadas. Muitas são queimadas pelas línguas ferinas e corpos monstruosos. E habitualmente, diariamente, somos julgadas, ameaçadas, rotuladas e aprisionadas.

Tem um tal ginecologista (que prefiro nem citar o nome) que começou a vomitar em programas matinais que a menstruação não é natural. Ele alega que nos tempos “das cavernas”, as mulheres ainda (?) eram próximas dos animais e procriavam sempre. Sendo assim, seus corpos não tinham tempo de menstruar. Além disso, diz que a menstruação é inútil, pois é um material não utilizado sendo jogado fora mensalmente, tem a TPM e a cólica e não entende porque muitas mulheres ainda não interromperam seus sangramentos.

Meu caro “doutor”, só tenho duas coisas para te dizer:

1) Mas é CLARO que a menstruação é natural. Eu não recorro de um artifício para sangrar todo mês, meu corpo produz esse sangue de forma total e absolutamente natural. Se eu tomasse hormônios ARTIFICIAIS todos os dias para parar de menstruar, aí sim eu lutaria contra a natureza.

2) TPM e cólicas são reais. Mas só incomodam porque vivemos em um mundo que nos cobra o TEMPO TODO. Inventaram que temos que nos tornar mulheres maravilhas e ser tudo ao mesmo tempo: mãe, esposa, trabalhadora, dona de casa, etc, etc. MAS NÓS PODEMOS ESCOLHER O QUE FAZER DE NOSSAS VIDAS!! Sabe aquela dor de barriga horrível quando estamos estressados? Imagina tendo um útero (que fica na mesma região de órgãos que atuam na dor de barriga) junto?

Falando em menstruação, porque essa necessidade de sentir nojo do nosso sangue? Sério … praticamente todos os seres vivos da face da terra tem fluídos. Sangue é vida, precisamos dele. Ele corre nas veias de mulheres e de homens. Então qual o problema em falar sobre menstruação? É só sangue …

Esse texto começou arrumadinho e terminou exaltado. Ele é similar a centenas de outros. Mas sinceramente … enquanto for necessário bater nessa tecla, textos assim continuarão a serem escritos.

Bom fim de semana. E às mulheres, bom ciclo!

 

[peguei a imagem aqui e não sei quem a criou]

Anúncios

Devaneios sobre evolução

Padrão

Passei minha vida me procurando, tentando descobrir quem sou eu de verdade. Ainda procuro, na verdade. E sei que vou continuar fazendo isso até o dia em que eu precisar deixar esse mundo.

Acho que todo mundo faz isso. Não conheço muitas pessoas que estejam verdadeiramente satisfeitas e felizes do jeito que são. E estão todos procurando essa tal satisfação, o tal sucesso absoluto onde nada mais será necessário.

Me pergunto se esse é o caminho certo? Se temos várias vidas passadas e futuras (e acredito nisso) onde uma evolui para a outra, porque temos que nos cobrar tão rigorosamente para chegarmos à perfeição (ela existe?) AGORA? Será que o ideal não é nos tornarmos melhores em pequenos passos, um pequeno objetivo de cada vez?

Não estou dizendo para ninguém desistir de sonhos ou grandes objetivos na vida, como se tornar um super herói com super poderes. Tem nada a ver com isso o que estou escrevendo.

O que eu quero falar é sobre os erros. Porque nos sentimentos incapazes quando erramos? Os “erros” e os “defeitos” foram criados para aprendermos com eles. Então se você explodiu seu laboratório quando tentava descobrir a cura para o câncer, tenta de novo. Só existem duas regras: não prejudique a si e nem ao outro. E aí você continua.

Estou falando isso tudo principalmente para eu mesma. Sou a pessoa que mais se cobra que conheço. Sol em Capricórnio, Ascendente em Libra e Lua em Touro são o suficiente para entender que erros de percurso não são passados desapercebidos MESMO pela minha cabeça. Mas não tem problema. Isso faz parte de mim e me ajuda a me tornar alguém melhor a cada dia. Inclusive sobre me esforçar para não me cobra tanto. Sou humana … nós erramos.

 

Quase não tenho mais ouvido músicas assim. Mas conversar com a nossa Sombra é muito importante para entendermos quem realmente somos. E a letra dela é linda.

How Fortunate the Man with None

You saw sagacious Solomon
You know what came of him,
To him complexities seemed plain.
He cursed the hour that gave birth to him
And saw that everything was vain.
How great and wise was Solomon.
The world however did not wait
But soon observed what followed on.
It’s wisdom that had brought him to this state.
How fortunate the man with none.You saw courageous Caesar next
You know what he became.
They deified him in his life
Then had him murdered just the same.
And as they raised the fatal knife
How loud he cried: you too my son!
The world however did not wait
But soon observed what followed on.
It’s courage that had brought him to that state.
How fortunate the man with none.

You heard of honest Socrates
The man who never lied:
They weren’t so grateful as you’d think
Instead the rulers fixed to have him tried
And handed him the poisoned drink.
How honest was the people’s noble son.
The world however did not wait
But soon observed what followed on.
It’s honesty that brought him to that state.
How fortunate the man with none.

Here you can see respectable folk
Keeping to God’s own laws.
So far he hasn’t taken heed.
You who sit safe and warm indoors
Help to relieve out bitter need.
How virtuously we had begun.
The world however did not wait
But soon observed what followed on.
It’s fear of god that brought us to that state.
How fortunate the man with none.